A Banda

Fazer amor com a guitarra, morrer de prazer ao tocar bateria, dedilhar cada corda do baixo com a mesma agressividade de uma paixão selvagem e cantar todas essas sensações através de clássicos do hard rock e de músicas autorais. Assim são os shows da banda mineira Sweet Sinners que, em um verdadeiro culto a alguns dos mais interessantes prazeres da vida, celebra a diversão, o sexo e, claro, a boa música.

Formada em 2005 pelo vocalista Hiran Garibaldi e os guitarristas Dill Soares e Raffa Cordeiro, a banda tinha como idéia principal tocar músicas de grandes ícones do rock dos anos 70 e 80, como Led Zeppelin, Guns n’ Roses e AC/DC, e levar aos palcos toda a sonoridade e atitude rock n’ roll. As primeiras apresentações eram despretensiosas, verdadeiras reuniões entre amigos que queriam se divertir. Mas não demorou muito para o que era apenas uma curtição ganhar contornos mais profissionais, principalmente após a entrada do baterista Ulisses Rocha (ex-Ummagumma) e do baixista Filipe Duarte (ex-Vorticis e Dynasty), em 2008.

Composições próprias, envolvendo temáticas picantes e festivas associadas a um hard rock contemporâneo; performances inspiradas; e a qualidade musical da SS começaram a alavancar a carreira da banda e abriram portas para o grupo tocar em diversos shows e festivais em Minas Gerais, e participar de aberturas de grandes bandas, como Velhas Virgens.

Em 2009, mais madura e experiente, a Sweet Sinners viveu um importante momento em sua carreira. A banda lançou seu primeiro EP, intitulado Live in Lapa, e participou da coletânea Hard Rock Minas Gerais (vol.1). O empenho em cima desse trabalho rendeu à banda um bom saldo de shows, o reconhecimento do público – banda e fãs começaram a cantar juntos canções autorais da SS -, boas críticas na mídia, e o convite para participar da abertura da apresentação do Dr. Sin, em BH.
Esse também foi um ano em que a banda passou por duas reformulações em seu line-up. A primeira ocorreu após a substituição de Filipe Duarte pelo baixista Matheus Andrade, e a segunda aconteceu em dezembro, após Matheus deixar a banda, por motivos pessoais, e ceder o lugar a Daniel Miranda.
E sob os reflexos desse ano, o grupo começou 2010 ao fazer um aquecimento para o show do Guns n’ Roses, na capital mineira. Com ampla divulgação, o evento encheu o Hard Rock Café e colocou a Sweet Sinners como um dos destaques da cena underground em BH.

As coisas andavam bem para a banda, mas, com a chegada do fim desse ano, o baixista Daniel Miranda e o guitarrista Raffa Cordeiros decidiram se dedicar a outros projetos e deixaram a banda. De cara nova, a SS entrou em em 2011 com uma nova e sólida formação, após a chegada do guitarrista Marcelo Mattos e do baixista Rikki Cats. Integrantes que deram um novo gás ao grupo.

Entretanto, a estadia de Marcelo na banda durou apenas uma ano. Esse excelente guitarrista precisou dar atenção a alguns projetos e começou a trilhar novos caminhos na música. Em seu lugar, entrou Rafael Pontes, que está no time desde abril de 2012.

Integrantes:

Hiran Garibaldi – Vocal
Dill Soares – Guitarra e backin’ vocals
Ulisses Rocha – Bateria e backin’ vocals
Rikki Cats – Baixo
Rafael Pontes – Giuitarra

Ex- Membros:

Raffa Cordeiros – Guitarra (2005 – 2010)
Filipe Duarte – Baixo (2008 – 2009)
Matheus Andrade – Baixo (2009)
Daniel Miranda – Baixo (2010)
Marcelo Mattos – Guitarra (2011 – 2012)

Apoio

Anúncios